História do Mercado

Imprimir
Tamanho letra:

 

Sem capacidade para o aprovisionamento racional dos locais de venda, com uma funcionalidade reduzida e, por consequência, sem espaços que permitissem apresentar a qualidade e a agressividade comercial adequadas, o tempo encarregou-se de tornar inadequado o antigo mercado municipal.
Era premente abraçar os recentes conceitos comerciais de mercados municipais e responder com soluções inovadoras que acompanhassem as novas ideias do comércio a retalho e, simultaneamente, respeitassem as exigências dos novos padrões de consumo, nomeadamente ao nível da higiene e segurança alimentar, com a consequente melhoria da qualidade dos produtos e serviços oferecidos aos consumidores.

Assim, no intuito de dar uma nova vida ao Mercado, a Câmara Municipal de Portimão e a SIMAB, SA, tomaram a decisão de estudar e colocar em prática um plano de intervenção e o consequente projecto de instalação de um novo Mercado que no seu culmino permitiu:
 
- Renovar e modernizar o tecido empresarial directamente envolvido no Mercado da Avenida São João de Deus;
 
- Reorganizar e redefinir a função comercial do Mercado, considerando as expectativas e as necessidades do binómio operador/consumidor;
 
- Tornar o mercado mais atractivo comercialmente, com a consequente revitalização comercial e urbanística da sua envolvente;
 
- Melhorar a qualidade, higiene e segurança alimentar; Promover o escoamento e a valorização dos produtos locais.

 

 

Mercado em Obra

obras1

Aquando da intervenção no novo Mercado, e com o objectivo de não prejudicar a atividade dos operadores envolvidos, foram consideradas algumas linhas de orientação, designadamente:

- A construção de um novo edifício, com funcionalidades motivadoras para a atividade daqueles que lá iriam operar e a sua transferência para este novo espaço dotado de condições de higiene, de condições técnicas e tecnológicas, que garantissem a eficiência e rentabilidade da sua atividade, a qualidade dos produtos transacionáveis e o bem-estar dos seus clientes; 

- Implementação de ações de formação para melhorar a adaptação funcional e comercial dos operadores e retalhistas às condições e exigências do novo Mercado;

- Uma estratégia de promoção e marketing do novo Mercado que o afirmasse, no espírito dos consumidores, como a superfície comercial preferencial no concelho de Portimão para a compra de produtos perecíveis.

 

Registo Fotográfico:

obras2

 

Perspectiva da obra do novo Mercado Municipal de Portimão na Avenida São João de Deus.
Fonte: Arquivo CMP/Fotógrado: Miguel Veterano - Janeiro 2005

 

 

 

 

 

 

 

 

obras3

Perspectiva da entrada principal do Mercado.
Fonte: Arquivo CMP - Julho 2007.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

obras4Perspetiva interior dos módulos Hortifrutícolas do Mercado.
Fonte: Arquivo CMP - Julho 2007. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Partilhar